Fomos fazer um 5×5 com os Britânicos Trophy Wife, banda que se vem estrear em terras Lusas no dia 31, no Musicbox.

Qual foi a vossa primeira experiência com a música?

Foi ouvir “Everywhere” dos Fleetwood Mac vindo de um daqueles leitores de cassetes da Blaupunkt num Ford Sierra de 1980.

De onde vem o nome Trophy Wife e onde é que se conheceram?

O Kit tinha uma colecção de fotografias que ele tinha tirado e nós estávamos a experimentar pôr palavras e frases em cima delas. Quando pusémos as palavras “Trophy” e “Wife” num horizonte assim meio descolorado, decidimos que este era o nome a usar para a nossa nova banda.

Digam-nos um artista que devia ter uma rua em sua honra

Gil Scott Heron

Qual é o próximo álbum que estão ansiosos por ouvir?

Mal podemos esperar pelo próxima coisa que o Tom Vek fizer

Qual foi o vosso episódio mais bizarro?

Estar suspenso no ar, com a cabeça para baixo, enquanto coberto por vinho tinto até às 6 da manhã, só para fazer um video clip. Foi uma experiência que não vamos certamente esquecer.

Menciona as 5 músicas favoritas e explica porquê em poucas palavras

Talking Heads – Once in a Lifetime.


É uma estranha e assimétrica música, mas é facilmente uma das coisas mais bonitas jamais gravada.

Radiohead – ‘How to Disappear Completely’


Para nós, esta música resume exactamente aquilo que faz dos Radiohead tão únicos. Parece a “Nights in White Satin” no meio duma tempestade de neve.

David Bowie – Subterraneans.


Os momentos ambiente com o Brian Eno em “Low” soam a novo, ainda hoje.

Arab Strab- ‘The Shy Retirer’.


Nós ouvimos esta em viagens longas, quando estamos cansados e ressacados.

Sebastien Tellier- La Ritournelle


É uma música que acabou por nos juntar na casa onde a banda foi formada.

O que é que podemos esperar do vosso concerto em Lisboa?

Vão haver algumas músicas que vão ser tocadas pela primeira vez. Estamos muito ansiosos por ir a Portugal e vamos tentar fazer desta noite uma muito especial.

João Pacheco

Subscreve a Punch TV!