Chamem-me purista mas nunca nenhuma versão poderá substituir “Ne Me Quitte Pas” de Jacques Brel (pessoalmente gosto mais da versão de Nina Simone). Esta canção chama pela dor, pelo sofrimento, pelo desgosto amoroso. E não há volta a dar.

Mas Regina Spektor parece não acreditar nestas histórias como confirma na sua versão do clássico francês que volta a incluir no álbum que irá lançar proximamente What We Saw From the Cheap Seats (já o tinha feito no álbum de 2002 Songs). Uma completa transformação de noite para o dia, no ritmo pop juvenil, alegre e borbulhante de voz e piano que já lhe reconhecemos e que, na verdade, também não fica nada mal no ouvido.

What We Saw From the Cheap Seats, o sexto álbum da cantora, sai a 29 de Maio.

Relembrem também o primeiro single ”All The Rowboats”, cujo vídeo estreia daqui a 2 dias.

 Pedro Lima

Subscreve a Punch TV!