Foi já no passado 25 de abril que a banda britânica Mumford and Sons pisou, novamente, um palco português, desta vez no Altice Arena, em Lisboa, em nome próprio, para nos apresentar o seu mais novo projeto Delta. Num concerto com imensas surpresas, desde um palco no meio da sala, para proporcionar ao público português um concerto em 360º, até a um momento de uma espécie de “Onde está o Wally”, a banda britânica deu um concerto que, com certeza, marcou o feriado de muitos.

Tocam as 20h00, e a banda australiana Gang of Youth dá início a uma noite que ficou marcada, certamente, para alguns. Iludidos pela sua introdução calma, aqueles que se encontravam, naquele momento, no Altice Arena, rapidamente foram surpreendidos pelo rock que se contrapõe ao estilo romântico da banda que todos esperavam, mas sempre com um cariz muito pessoal nas letras que cantavam, nos acordes que tocavam, e ritmos que marcavam. Depois de uma dança, e de um final tão calmo como o início, 45 minutos haviam passado, e os ânimos aumentavam, à medida em que o tempo ia passando.

21h30, e “Guiding Light” é a música que dá as saudações aos portugueses que tanto aguardaram por aquele momento e que, quase como se tivessem ensaiado tudo para aquele momento, acompanharam a banda do inicio ao fim. A luz que emana da alegria que podemos ver na cara de cada pessoa que se encontra na sala guia-nos até aos primeiros álbuns de Mumford and Sons: desde “Little Lion Man” a “Lover of the Light”, a banda continuava sempre acompanhada pelo público português, que os acompanhava cantando e dançando.

Depois de um momento iluminado pelas lanternas dos telemóveis de todos que estiveram presentes neste espetáculo e marcado por “Believe”, Marcus Mumford desaparece no meio do público, que durante minutos fica confuso e de atento para saber onde se encontrava o cantor. Encontrado, abre-se um corredor, e sente-se o entusiasmo e a felicidade de todos aqueles por quem Marcus passou,  até chegar ao palco para, minutos depois, sair. Não acreditando que aquele seria o fim, os presentes no Altice Arena não abandonaram a sala, até que, sobem a palco Marcus Mumford, Ben Lovett, Winston Marshall e Ted Dwane, para nos proporcionar um momento acapella, que tornou o ambiente eufórico que se havia instalado no Altice Arena, num ambiente calmo e intimista.

Quase no final, e depois de tocarem e cantarem em conjunto com a banda convidada “Gang Of Youth” um cover da música “Blood” dos Midleast (outra banda australiana), Mumford acabam o concerto com os seus êxitos “I will wait” e “Delta”, terminando assim aquele que foi o primeiro concerto da sua nova tour.

Márcia Cabral Barroso